Portal de Notícias do RN

MENU

Colunas / BLOG DO MAGNOS

Allyson: de pobrezinho a malvadão dos pobres

O prefeito parece já não recordar a origem no Sítio Chafariz. Pobre agora é coisa do passado e pensar nos pobre, também.

Allyson: de pobrezinho a malvadão dos pobres
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Eleito como o pobrezinho, o prefeito de Mossoró, Allyson Bezerra, precisou só de três anos no poder para se transformar em outra coisa bem diferente.

Pobrezinho já não é. Longe disso. Então, cabe a ele agora a alcunha de malvadão dos pobres, no aumentativo mesmo, nada de malvadinho.

Agora homem de posses, Allyson parece já não recordar a origem no Sítio Chafariz que tanto falava na campanha de 2020. Pobre agora é coisa do passado e pensar nos pobres, também.

Leia Também:

Não sei se ele já chegou a dizer a imortal frase do personagem Justo Veríssimo, do também imortal Chico Anysio: “Eu quero é que pobre se exploda”.

Pode não ter dito. Mas nem precisa. Os atos da sua gestão estão mandando os pobres se explodirem mesmo.

Podem até não explodirem, mas morrer por falta de cirurgias ou se acabar em dor por falta delas, já estão ou irão se nada for feito.

Há meses, temos dezenas de pessoas com deficiência “se explodindo” de dor de dente por falta de cirurgias odontológicas. Procedimentos que não são realizados por ausência de anestesistas. É isso mesmo. Os anestesistas eram contratados pela Prefeitura de Mossoró, mas o ex-pobrezinho insiste em não contratar.

Temos também um número incerto de pessoas, incluindo muitos idosos, aguardando por cirurgias. Mas o ex-pobrezinho também não autoriza os procedimentos. E nem venha falar que é por falta de dinheiro. É falta mesmo de prioridade, de vontade de atender aos pobres. Vou citar só quatro coisas sem prioridade em que Allyson está gastando quase R$ 30 milhões: publicidade, fiscalização eletrônica do trânsito, ponto eletrônico com leitura facial e aluguel de estrutura para eventos.

Parece claro o que é mais importante para o prefeito. E pobre não aparece na primeira folha das prioridades.

Fonte/Créditos: Magnos Alves

Créditos (Imagem de capa): Montagem

Comentários:

MAGNOS ALVES

Publicado por:

MAGNOS ALVES

Saiba Mais

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )